33º SPFW, sexto dia- Tendências de moda, maquiagem e cabelo

21 jun

Último dia de desfiles (já estou dando graças a Deus que acabou a cobertura HAHAHAH vocês não imaginam como não quero falar de semana de moda por um bom tempo). Desse dia o que foi mais legal foi o manifesto pela moda brasileira, já já conto como foi.

Primeiro desfile do dia foi o da Cavalera, no Ferro Velho Ciclo Aço na Mooca, São Paulo. A grife queria marcar uma degradação estílistica, não é a toa que escolheram um cenário todo bagunçado, com tecidos com as cores desbotadas, sobreposições, miçangas. Tudo isso trazendo a inspiração da Bahia, Salvador, do rock tropical.

A maior parte dos modelos usou essa sombra com fundo acobreado, mudava a cor conforme a pele de cada um. Os mais branquinhos usavam um tom avermelhado/alaranjado, já os negros usavam um tom que puxava mais para o dourado. Blush rosinha e pele corrigida só aonde precisava. A outra maquiagem parece aquela do Laranja Mecânica né? Lembrem-se, tudo que é maquiagem assim representa dramaticidade, tem uma caraga emocional muito grande.

André Lima como outros estilistas, apostou na beleza oriental. Do olhinho puxado ao corte geométrico que lembra muitos dos modelitos do outro lado do mundo. O estilista aposta em um verão com cores fortes, muito contraste, babados, volume nas peças, mas ao mesmo tempo peças justas ao corpo.

E não se esqueça dos saltos meia pata dourados e mega brincos.

A maquiagem foi feita para realçar os olhinhos puxados comuns  no Oriente. Por isso, delineador para levantar o olhar, pele de boneca, corrigida, com um blush rosinha e batom coral.

Cabelo com coque alto, como o das gueixas japonesas. Um look simples, mas glamuroso, que deixa qualquer mulher bonita.

Têca por Helô Rocha apostou em peças muito femininas e elgantes, em ankle boots, na complexidade das estampas, na sensualidade das curvas marcadas e expostas, mas sem se tornar vulgar. Reparem nas fotos que as roupas são bem bonitas, dá para se arriscar a usar, não é aquele tipo de peça que só fica na parte do conceitual.

A grife queria trazer uma mulher descolada e para isso usou maquiagens coloridas, olhos com sombra esfumada azul, rímel azul e lápis da mesma cor.  Maquiagem forte de verão. A pele recebe blush iluminador e um hidratante labial de leve.

O cabelo é moderno, são dois rabos de cavalo que se unem depois num rabinho só, baixo.Um penteado legal de se tentar.

Fernanda Yamamoto abusou do azul royal, das formas geométricas, de vestidos estruturados, mas ao mesmo tempo tecidos leves. As influências da estilista foram o escultor brasileiro Hélio Oiticica, e o arquiteto mexicano Luis Barragan.

Nos cabelos foi aplicado gel até uma parte dos fios e na outra foi alisado até ficar reto, para se criar dois tipos de textura. Isso na minha terra é interpretado como falta de uma boa lavada no cabelo HAHAHAH brincadeira.

Já a maquiagem como em muitos outros desfiles aparece com sobrancelhas marcadas, nas meninas branquinhas a sombra que marca o côncavo interno (essa parte da sobrancelha dela coloridinha) era coral, e nas negras era uva. Na boca um batom natural.

A grife Amapô viajou no tempo e trouxe todo o ar dos anos 80 de volta à passarela. Juro dos desfiles esse foi um dos mais chocantes, porque trouxe de volta todos os demônios, tudo que todo mundo errou na décadas perdida. Estampas fortes, neon, modelidos com muito volume, calça sarruel, origamis na cabeça ou nos ombros, modelitos bem femininos nos homens.E cores, muitas cores.

Encara uma dessas?

Esqueça o cabelo esquisito a là Marilyn Manson, o legal mesmo da maquiagem são os lábios. A tendência que está de volta é uma das minhas prediletas e já foi apresentada pela M.A.C esses dias: a glossy lips. Boca com cor bem forte e com gloss, para ficar aquela coisa bem diva, e seguindo a campanha da M.A.C, pode até vir com unhas que combinam com a cor dos lábios.

E para fechar a SPFW, veio o desfile de Samuel Cirnansck

O desfile foi inspirado num Jardim de Ninfas, com muita sensualidades, muita transparência e feminilidade. Safados de plantão não pensem besteira! HAHAHAHA

Respondam: como você faz um desfile no Brasil e não se preocupa com a sensualidade de uma mulher latina? Não me conformo quando vejo desfiles que não ressaltam isso. O desfile do Samuel se saiu bem por abusar da sensualidade das meninas, sem precisar por exemplo mostrar peito sabe?

Muito bonito 🙂

O cabelo das meninas vinha numa versão podrinha, com os fios amarrados num nó na ponta. A maquiagem veio simples mas bonita, com pele com base, blush coral, e olhos marcadinhos com sombra escura.

E para fechar o post de hoje trago a coisa que achei mais legal em toda a semana de moda: o protesto de todos os estilistas para chamar atenção da presidenta Dilma para o setor da Moda.

“Presidenta Dilma, precisamos falar com você. A moda agradece”. Foi com esses dizeres que muitos estilistas protestaram contra o governo.

Segundo eles (e qualquer pessoa que já comprou roupa no Brasil), temos roupas de boa qualidade, por exemplo uma jaqueta nossa dá um pau na GAP.Desculpa se você comprou sua jaqueta GAP para afirmar a marca, mas temos jaquetas por metade do preço com qualidade muito maior. Só que o que lasca a gente no preço é que a indústria têxtil no Brasil não recebe investimentos, insenções de impostos, e muito do que vendemos é importado, sendo que poderíamos produzir aqui.

Por exemplo, moda no Brasil geramais emprego e lucros do que o mercado de automóveis. E é a segunda indústria que recebe todos os benefícios. A cada 100 reais que você paga numa roupa, 54 são só de impostos sabiam? Era isso que reinvindicaram, que nossa moda tem tanto talento quando a de qualquer outra parte do mundo, mas fica difícil competir com mercados que são auxíliados pelos governos.

Aplausos a todos que lutam por essa mudanças na indústica criativa da Moda. O Brasil tem muito talento e um dia será muito reconhecido por isso.

Quem quiser saber mais sobre o protesto, aqui tem um link bem legal contando bastante coisa (link aqui).

E assim acaba minha cobertura da SPFW. Amanhã já trago as novidades da Bare Minerals, marca que lançou seus produtos no Brasil e que pude conferir de perto 🙂

Beijão amores

Nathy

Anúncios

2 Respostas to “33º SPFW, sexto dia- Tendências de moda, maquiagem e cabelo”

  1. Andréia 22 de junho de 2012 às 00:04 #

    Oi, estou de volta ! 😀
    Rachei de rir da modelo com o cabelo “sujo”, ficou igualzinho mesmo. Também gostei dos modelos de Samuel Cirnansck, algo meio fada, delicado e feminino. Achei o sexto vestido usável (claro, com um forro maiorzinho). E aquele penteado com dois rabos de cavalo, eu usava no jardim de infância, haha.

    Beijo !

    • Nathy Farias 22 de junho de 2012 às 00:43 #

      A boa filha ao lar retorna HAHAHA bem vinda Andréia! Senti sua falta (já já respondo seu e-mail)
      Poutz, você não tem idéia como ri de umas coisas na SPFW, tipo cabelo sabe. No maior estilo empreguete da alta sociedade. Que nem esse cabelo sujo ai, eu ria de gargalhar alto do cabelo “da mulher moderna, dexxcolada”. No começo da cobertura tentava manter o tom sério, depois chutei o balde e comecei a tirar sarro das tosqueiras.
      Então esse último desfile achei usável, tipo sensual senduction ao extremo, muito bacana. Em geral, achei fraca essa SPFW, mas tinham criações muito bonitas.
      Queria eu ter rabinho de cavalo na infância quando era pequena, minha mãe me fazia usar cabelo capacetinho e eu sonhando com cabelo compridão HAHAHA
      Beijos amore

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: